phone: +351 912 241 983 | +1 347 851 0251
e-mail: info@TheRoyal45.com

Thursday, June 25, 2009

South Africa 0 - 1 Brazil - Confederations Cup 2009

A aguardada meia final da Taça das Confederações que opõe o país anfitrião, África do Sul, ao campeão do mundo, Brasil.

2 vitórias para o Brasil em 2 encontros entre ambas as selecções com um goal difference de 5-3.

Massimo Busacca o árbitro que apitou a final da champions league 2008/09 foi o escolhido para esta partida emocionante.

Joel Santana, brasileiro, actual seleccionador dos Bafana-Bafana conhece bem de perto o actual seleccionador Dunga quando o treinou no Vasco da Gama em 1987.

Matthew Booth é um jogador definitivamente acarinhado pelos adeptos sul-africanos e toda a alusão a apartheids pelo clash entre instintos raciais é somente uma perspectiva que cai na teórica de racismo sendo que a cumplicidade existente entre Booth e os adeptos instiga a apreciação e afasta o preconceito estimulando desta forma o que já no passado existiu com outro jogador de etnia caucasiana, o nosso conhecido Eric Tinkler, pertencente ao Vitória de Setúbal e a outro jogador conhecido, Mark Fish.

De certo que foi notada com ênfase a “vaia” existente quando o jogador sul-africano Booth toca na bola, porém o « Buuuuuuuuuuuuuuuh » rapidamente cai dissipado numa onomatopeia em inglês e sendo que constatado pelos adeptos bafana-bafana que essa mesma situação é uma forma de idolatrar o jogador à medida do que era feito com Fish quando a ensurdecedora entoação era « Fiiiiiiiiiiiiiiiiiish » e neste caso preciso « Boooooooooooooooooth » .

O mesmo jogador contraiu matrimónio com uma modelo negra e aspirante a Miss África do Sul, Sónia Bonneventia e tal facto só o acarinha ainda mais entre tal sociedade por uma maior aceitação. Muitos colocariam Nasief Morris do Recreativo de Huelva na sua posição, porém Joel Santana acabou por justificar-se com o porte atlético do seu jogador defensivo, 198cm.

Após algumas peripécias respectivas da competição e dos representantes de ambas as partes, seguimos para uma análise à partida que consagrou esta meia-final entre os brasileiros e sul-africanos.

Boa ocupação de espaços bafana-bafana e com o conhecimento do futebol canarinho por parte de Joel Santana conseguiu anular as unidades mais importantes do losango brasileiro; Kaka acabou por ser anulado e inclusive teve imensas vezes de vir buscar jogo atrás da sua linha de meio campo.

Porém, Dunga, foi decisivo, aos 88 minutos, na alteração efectuada sendo que colocando Daniel Alves em campo e num lance de bola parada, dado que não se vislumbrava outra forma, o jogador do Barcelona coloca a bola no fundo das redes da nação sul-africana congelando o sonho de uma presença na final.

Homem do Jogo – S. Pienaar

Brasil – EUA na final da competição. EUA conseguiram surpreender a Espanha, e agora ?...


Copyright © 2009 Nelson Motta™ All Rights Reserved