phone: +351 912 241 983 | +1 347 851 0251
e-mail: info@TheRoyal45.com

Tuesday, March 16, 2010

Chelsea 0-1Internazionale Champions League 2010

Carlo Ancelotti a apresentar o seu 4-3-3 com Turnbull; Ivanovic, Terry, Alex, Zhirkov; Ballack, Mikel, Lampard; Malouda, Drogba e Anelka.

José Mourinho após a surpreendente omissão (ou não) do indisciplinado e talentoso Mario Balotelli lançou o seu xadrez com cariz ofensivo ao contrário do que a imprensa desportiva equacionava. Assim, 4-2-3-1 com Julio Cesar; Maicon, Samuel, Lucio, Zanetti; Cambiasso; Thiago Motta, Sneijder; Pandev, Eto’o e Milito.

Como seria de esperar, um jogo extremamente discutido a meio campo sem grandes oportunidades nos primeiros 20 minutos sendo que as equipas optaram por um conhecimento constante nessa fase inicial. Prossegue a vantagem de 2-1 dos italianos trazida do Giuseppe Meazza.

Jogo traduzido na marcação homem a homem com espaço sem margem de erro, condenado à individualidade muito mais do que o jogo em equipa, sendo que as formações encontram-se bem entrosadas. Espera-se um jogo com poucos golos e determinado potencialmente a partir de bolas paradas. Assim foram os primeiros 45 minutos.

Enquanto isso, CSKA Moscovo faz o 0-1 frente ao Sevilla por intermédio de Tomas Necid. Desta forma, os russos passariam para a frente da eliminatória após terem empatado 1-1 em sua casa, porém Diego Perotti faz o empate de imediato e potencia as grandes penalidades, ainda que estejam jogados somente os primeiros 45 minutos.

Entramos para a segunda parte em que os bancos poderão decidir esta eliminatória. Segue o Chelsea com Joe Cole, Ricardo Carvalho, Kalou, Sturridge, Taylor, Belletti e Bruma; Do lado do Internazionale estão sentados no banco de suplentes Stankovic, Toldo, Materazzi, Santon, Mariga, Cordoba e Quaresma.

Esperamos as entradas de Kalou, Cole e potencialmente R. Carvalho consoante a toada da partida, na mesma medida que aguardamos Stankovic, Quaresma e a potencialidade de Mariga.

O jogo começou a ter rasgos nos flancos uma vez que só as diagonais poderiam levar ao golo, e é Eto’o a passe de Sneijder aos 50 minutos que perde uma oportunidade clara de golo, sendo que na contra-ofensiva terá sido Malouda que proporcionou defesa de qualidade a Julio Cesar numa oportunidade similar à do jogador internacional dos Camarões.

55 Minutos e no outro jogo Sevilla-CSKA Moscovo, Keisuke Honda faz o 1-2 e coloca os russos em vantagem na eliminatória.

Zhirkov aos 59 minutos a fazer um corte providencial perante ofensiva delineada através do calcanhar de Sneijder que lançou em rotura Pandev que não finalizou por falta de equilíbrio.

65 Minutos, e mais um passe de excelência de Sneijder e Milito não consegue enquadrar-se para finalizar com sucesso, após sucessivos passes do xadrez de Mourinho que vai retendo a posse de bola no último terço de terreno.

78 Minutos e Eto´o & Internazionale matam a eliminatória. E quem mais senão Sneijder para o passe de rotura que deixa o Chelsea a morrer na praia. E o Inter que tinha ficado pelo caminho nas 3 edições anteriores nos oitavos-de-final, ao invés do Chelsea que tinha conseguido as meias-finais e inclusive a final, fica agora arredado. Parece que Mourinho investe mais na Liga dos Campeões do que na Seria A. Aposta Ganha.

E agora, Drogba fica mal na fotografia e é expulso após agredir Thiago Motta, deixando o Chelsea com 10 jogadores aos 85 minutos e a tarefa transformou-se em impossível para os pupilos de Ancelotti.

Após Bayern Munique e Arsenal, juntam-se agora CSKA Moscovo e Internazionale para os quartos-de-final da edição de 2009/10 da Liga dos Campeões.

Noutra partida da noite, o Swansea de Paulo Sousa perdeu em casa com o WBA por 0-2 e deixou fugir a oportunidade de aproximação ao Notthingham Forest que perdeu igualmente. Continua assim em 5º lugar porém com os mesmos pontos que o Leicester que venceu a sua partida frente ao Crystal Palace. Ficam a faltar 5 jogos e vamos esperar para ver se Paulo Sousa consegue a ascensão à Premier League após dar uma chapada na cara sem mão ao QPR, equipa que previamente treinava.

Facto adicional de interesse, é ver a equipa de Paulo Sousa com a melhor defesa e o pior ataque da competição e estar próxima da subida de divisão.

Copyright © 2010 Nelson Motta™ All Rights Reserved