phone: +351 912 241 983 | +1 347 851 0251
e-mail: info@TheRoyal45.com

Wednesday, April 28, 2010

Barcelona 1-0 Internazionale Champions League

Final antecipada da Champions League, consagra a oposição dos espanhóis do Barcelona frente aos italianos do Internazionale, sendo que os nerazzurri levam uma vantagem de 3-1 frente à blaugrana.

Campeonatos domésticos muito similares visualizam ambas as equipas no topo da tabela classificativa e com “quase” ambas as mãos no troféu respectivo de seus campeonatos.

Inter joga fora com a Lazio, em casa com o Chievo e termina a temporada como visitante frente ao Siena. 9 pontos exequíveis pela equipa de Milão sendo que a Roma só tem no calendário Parma, Cagliari e Chievo passíveis de 9 pontos; Contas finais o titulo deve ir para Mourinho.

Barcelona por sua vez visitam Villarreal, recebem o Tenerife, vão a Sevilla, e finalizam no Camp Nou com o Valladolid. 12 pontos em jogo sendo a deslocação ao Sevilla a tarefa mais complicada. Por sua vez, o Real Madrid persegue o líder com partidas em casa frente ao Osasuna, fora contra o temível Mallorca, recebem ainda o Bilbau e deslocam-se a Malaga. Calendários similares a nível de dificuldade Sevilla/Mallorca para Barcelona Real Madrid.

Hoje, o dia é de competições europeias e poderá ditar o futuro de ambos treinadores consoante seja tomado o prisma da preparação da próxima temporada.

Guardiola coloca em campo o habitual 4-3-3 com Victor Valdes; Daniel Alves, Pique, Toure, Milito; Xavi, Busquets, Keita; Messi, Ibrahimovic e Pedro. Suplentes com Henry, Marquez, Pinto, Jeffrén, Thiago, Maxwell, Bojan.

Mourinho, sem muitas surpresas, mantém o seu 11 enquadrado num 4-2-1-3 com Julio Cesar; Maicon, Lucio, Samuel, Chivu, Zanetti; Cambiasso, Motta, Sneijder; Eto’o e Milito. No banco, Toldo, Arnautovic, Materazzi, Muntari, Balotelli, Mariga, Cordoba.

A um passo de perder a final caso sejam admoestados com a cartolina amarela estão Daniel Alves e Pique por parte do Barcelona e do lado do Internazionale estão Eto’o, Maicon, Samuel e Zanetti.

27 Minutos e Motta é expulso num fingimento total de Busquets quando o brasileiro teria a bola sobre controlo e levantando o braço o espanhol do Barcelona simula que foi agredido e Franck De Bleeckere não teve contemplações, segundo a sua perspectiva, e expulsa com vermelho directo Thiago Motta deixando o Internazionale reduzido a 10 unidades.

32 Minutos e o Barcelona galvaniza-se com a superioridade numérica sendo que dos pés de Messi sai o primeiro remate perigosíssimo fazendo com que Julio Cesar efectue uma defesa não menos fantástica.

45 Minutos em que o Barcelona teve 77% de posse de bola ainda que raramente tenha estado no último terço de terreno do Internazionale e dessa forma criando poucas ocasiões claras de golo, e lembramos que são os catalães que têm de marcar e não estão nem perto de tal situação.

O Internazionale defende em triângulo fechando linhas de passe e cancelando as diagonais, por norma, efectuadas pelo 4-3-3 de Guardiola, deixando espaço para as individualidades dos catalães que não têm sortido grande efeito, igualmente, à luz do jogo defensivo da linha mais avançada dos Nerazzurri.

Últimas quatro meias-finais jogadas no Nou Camp e o Barcelona não marcou, porém aos 83 minutos, Pique após desmarcar-se a passe de Xavi e em rotação senta Julio Cesar e
o recém entrado Cordoba e introduz a bola na baliza do Internazionale fazendo o 1-0.

91 minutos e Bojan ainda marca um golo fazendo reeditar o golo de Iniesta frente ao Chelsea no passado recente, porém o árbitro assinala infracção contra o Barcelona e assim sendo o Internazionale consome os restantes 2 minutos e qualifica-se de forma fantástica para a final da Champions League 2009/10.

Mourinho efusivo assim como o restante staff e jogadores por mais este glorioso mérito que o deixa à porta da potencial conquista de uma segunda Champions League.


Copyright © 2010 Nelson Motta™ All Rights Reserved